Vocês guardam o raw e o jpeg?

Só fotografo em raw.

Quando chego em casa, descarrego os arquivos, apago os ruins, trato os que eu gostei e converto todos para jpeg high quality.

Isso acaba ocupando muito espaco no HD. Tá, HD hoje é barato, mas me incomoda o fato de ter arquivos duplicados para cada foto.

O problema de deixar tudo em raw no micro é que se amanha você trocar de conversor, pronto, perdeu todo o tratamento. Salvando em jpeg pelo menos eu tenho os arquivos prontos para apresentar, solicitar cópias, etc.

Como vocês fazem?

Eu guardo os RAWs por no mínimo dois anos e os JPGs pra sempre.

Estou chegando num ponto para tomar uma atitude dessas.

Com um HD externo de 250GB só de fotos (backup vivo), e 2 dvd de cada grupo de fotos (um DVD só não garante nada), e mais um HD na máquina com as fotos, podem até garantir que eu nunca tenha perdido nada, MAS está gastando muito tempo de gerenciamento e backup.

Ainda guardo vários RAW (NEF) mas eles são enormes (3X o JPEG Fine). Só de um aniversário, verifiquei a pasta de RAW, tem quase 1 DVD. Para guardar na máquina + BKP vivo + 2 DVD, é espaço demais gasto, e tempo demais para gerenciar.

Tenho apagado o arquivo da máquina e deixando o bkp vivo somente (além dos DVDs).

Estou pensando sinceramente na aquisição de um Mybook de 2 discos (RAID) de 1 TB cada (como é RAID, o espaço útil fica sendo 1TB), para eliminar a cópia da máquina e do HD externo, mantendo apenas no Mybook e nos DVD.

O problema desta estratégia é $$, já que o Mybook não é exatamente barato…

Guardo os raws.
Uso dois HDs externos WD MyBook Quad de 1 Tera cada so pra isso.

Faço o mesmo procedimento do Marcelo. Elimino as fotos ruins, converto elas em jpeg e guardo os raws.

Como sou frugal no gatilho e não tiro zilhões de fotos, o problema de muitos arquivos no HD nem é tão grande. Ainda assim comprei um HD externo, e vou transferir alguns arquivos.

Logico q tem q guardar so o q presta

Importo no Lightroom, comverto para DNG, trato e exporto em JPEG.
Os JPEGs eu guardo.
Os RAWs eu deixo um tempo no HD. De não usar em 1 ou 2 anos, del!

Eu guardo tudo e só deleto as fotos que falharam… tremidas, desfocadas, o flash falhou, ou algo assim. O restante fica tudo.

Organizo tudo em pastas com a data ao contrario e crio 3 subpastas dentro:

091029 Aniversario do Ze
Jpg
Raw
Web

Em Raw deixo os arquivos originais, em Jpg guardo a conversao do LR e em Web, as fotos com resize de 800 pixels no lado maior pra postar na net.

De tempos em tempos queimo alguns DVDs…

:ok:

Apagar Raw é como jogar o negativo fora e guardar as cópias…

Mantenho sempre os RAW, em segundo, PNG e se for o caso JPEGs

a) PNG é formato aberto e looseless, um milhão de vezes melhor que TIFF

b) JPEG, é aberto mas tem perdas. Guardar em JPEG só o arquivo em quality >=10

c) DNG é formato proprietário da ADOBE. Por que diabos eu escolheria um formato proprietário para guardar coisas a longo prazo ? Odeio formatos proprietários. Quem garante que vou usar ADOBE ? E se um marciano comprar a ADOBE e resolver fazer salsicha dos funcionários e extinguir os produtos ? Além disso o DNG é um TIFF metido a besta. E Eu odeio TIFF e tenho meus motivos…

Os Raws também são proprietários, mas existem um zilhão de programas que os leem e as informações de decodificação são amplamente divulgadas. Se daquia 20 anos eu precisar decodificar uma imagem RAW no meu futuro computador quantico e não houver mais software do fabricante, nada me impede de escrever meu decodificador.

Valeu pelo depoimento galera, vi que nao estou sozinho nesse barco :slight_smile:

Vou continuar guardando os jpegs também, me incomoda, mas hoje uso o ACR/PS, porém parece que o Aperture 3 está saindo do forno cheio de novas funcoes. E caso eu migre para ele será bem mais tranquilo já ter os jpegs convertidos.

:ok:

guardo todos os raws das fotos que não apaguei, de vez em quando guardo algum jpeg

Bom, resolvido… Comprei um HD de 2TB USB Raid com 1TB usável.
Agora dá pra guardar bastantes fotos…
Além disso tenho cerca de 1TB + DVDs.

Quanto a pergunta:

Eu guardo os NEF em um HD USB de 1.5TB que guardo desligado do micro, só sincronizo de tempos em tempos e volta p/ gaveta. Quanto menos tempo ligado menos chance de dar pau.

No meu pc ficam os NEF’s que estou trabalhando e os JPG’s p/ ficar com acesso mais fácil.

DNG não é proprietário não, foi a ADOBE que inventou só que para ser um padrão aberto. Ninguém paga royalt’s p/ ADOBE por usar DNG. Só que as outras empresas ainda querem manter os seus proprietários, como o NEF, o que dificulta a adoção do DNG.
Fora que ele tb fica maior que o NEF original.

Realmente, falha minha, o DNG é aberto. Mas mesmo assim não acho o formato muito inteligente, não há ganho praticamente.

Ainda prefiro manter os RAWs originais e PNG como formato compactado, que é aberto e looseless. Para continuar lendo os RAWs ao longo do tempo, faço o seguinte, um backup do programa fonte do dcraw em linguagem C. Se precisar, recompilo e na pior das hipóteses tenho como decodificar os RAWs.

Interessante esse lance do DNG. A K10d tem a opção de trabalhar com PNG e DNG… Como normalmente eu sempre uso o LR e o Photoshop, acabei optando por deixar DNG setado na cam… Será então que o PNG é melhor? Se nao me engano o PNG é o formato de raw padrão da Pentax… Será que faz alguma diferença?

E vem cá afshalders… o png é muito maior do que o tiff? nunca converti nada para png, mas sei que a web aceita tranquilamente arquivos… os de icone (aqueles icones diferenciados que a gente sempre tem no pc são tudo png.

Vale a pena guardar em png ou jpeg? ou os dois, ou tudo!?
haja espaço!

O PNG foi uma resposta ao “fechamento” do formato GIF da Compuserve. Na época a Compuserve não deixou claro se o GIF teria que ser licenciado para uso. Mas o PNG tem muitas vantagens:

1 - suporta RGB-24 e RGBA-32
2 - compressão 100% looseless
3 - menos artefatos, se comparado com o jpeg

desvantagens:

1 - Arquivos maiores que o Jpeg, mas menores que os TIFF
2 - Não suporta color spaces

Se tiver que optar por jpeg ou png, tem que levar em conta principalmente duas coisas:

1 - Espaço de armazenamento
2 - Se você vai editar a imagem posteriormente. Ficar editando JPEGS insere cada vez mais artefatos e a qualidade cai cada vez mais. Com o PNG isso não ocorre.

Guardo só os Raw.

É, parece que sou o único a guarda somente os JPEG. RSSS
Vou reavaliar esta prática.

eu guardo todos os raw, espaço hoje em dia não é problema uso 2 HD de 1TERA cada um